Trincao: “Quando Barça me chamou, eu fiquei sem palavras”

0
103
Trincao

Francisco Trincao está contando os dias até entrar no FC Barcelona, com quem assinou um contrato para as próximas cinco temporadas.

Aos 20 anos e com apenas uma campanha na elite, o atacante português reconheceu em uma entrevista ao site do clube blaugrana que quando recebeu o telefonema do Barça “Eu estava sem palavras”. Feliz, mas não sabia o que dizer. Sempre soube que tinha qualidades, mas não imaginava que algo pudesse acontecer comigo tão jovem”.

Pra Trincao, seu salto para o Camp Nou é “um orgulho, um passo muito importante para mim”. E ele espera não perder a oportunidade. O jovem atacante se define como “um jogador mental muito forte, que procura marcar gols, dar assistências e ajudar a equipe”. Minha força é um a um e para isso preciso da confiança que vem dos jogos”.

Os portugueses têm claro o desafio que tem pela frente: “O Barça é o Barça e tem que vencer sempre”. E ele está pronto para superá-lo: “Venho para jogar o máximo de partidas e para ganhar todos os títulos”.

Trincao chega com humildade para ajudar no que a equipe precisa: “Eu gosto mais de tocar pela banda certa, mas eu faço o que o treinador me diz. Vou tentar ajudar a equipe, seja como atacante, na ala direita ou na esquerda.

O luso reconhece que desde que foi confirmada sua assinatura pelo Barça está no centro de todas as luzes: “As pessoas estão mais atentas ao que eu faço tanto na quadra quanto fora, mas eu não me importo. Eu faço o mesmo. Eu trabalho para ser melhor a cada dia”. E ele não tem medo de críticas, porque “eu sou o mais crítico de mim mesmo”.

Ele ainda não entrou na disciplina do Barça, mas já viveu alguma anedota curiosa em blaugrana. O luso explica que o primeiro que lhe deu as boas-vindas foi Antoine Griezmann: “Passou-me uma mensagem em português que dizia: Como você vai, crack?

Nelson Semedo lhe disse um pouco como é o dia a dia no Barça, e Trincao reconhece que a lateral “é uma ajuda para mim”. Mas aquele que lhe contou mais sobre o clube blaugrana é seu companheiro Abel Ruiz, formado nas categorias inferiores da organização barcelonista e que até janeiro evoluiu no Barça B.

“Passei o confinamento com Abel Ruiz e David Carmo e foi mais fácil superar esta situação”, diz um Trincao que revela suas conversas com o ex-atacante Blaugrana: “Ele me falou sobre o clube, a cidade e me disse que esse é o melhor clube do mundo. Ele me recomendou que fosse eu mesmo e que tudo estivesse bem”.

Precisamente, Abel Ruiz está ajudando-o nas aulas de catalão que ele está tomando desde sua assinatura pelo Barça: “Eu tento melhorar um pouco e Abel está me ajudando. Só posso dizer algumas coisas, como ‘bona tarda’, ‘fins aviat’, ‘com et dius’, ‘adéu'”…

Trincao está ansiosa para colocar os pés em Barcelona: “Já estive lá duas vezes, é uma cidade que eu gosto muito e estou ansiosa para voltar novamente”.

E ele também arde com o desejo de se exibir diante de seus novos fãs: “A situação atual é um pouco difícil, mas é uma nova realidade e temos que viver com ela. Eu não gosto, mas tem que ser. Em breve tudo estará bem e teremos os ventiladores conosco.

Deixe uma resposta